Projectos aprovados em 2017

O concurso para 2017 foi lançado no mês de Setembro de 2016 : 193 organizações apresentaram uma proposta, e 18 foram seleccionadas para a segunda fase do processo. Em 2017 foram aprovados 7 projectos para a Cidade e províncias de Maputo e para a provincia da Zambézia. estes projectos vêm adicionar aos 7 aprovados em 2016.

Projet 8 : Empoderamento e Inserção Laboral da mulher e da rapariga Associação : Loja social

JPEG
Localisation : Poste administratif d’Infulene, ville de Matola, province de Maputo
Projet : La Loja Social, créé en 2016, donne des moyens de réinsertion économique aux ex-détenues en leur apprenant à coudre, et ainsi obtenir des revenus. L’objectif du projet est l’autonomisation et la prévention des situations de risque des femmes et jeunes femmes vulnérables, à travers une formation en couture pour 60 femmes des environs d’Infulene, et la commercialisation des produits réalisés par les bénéficiaires. Etant donné la vulnérabilité du public cible, des ateliers de sensibilisation sur l’égalité de genre et la prévention de la violence sont également proposés.
L’appui PISCCA permettra de répondre aux demandes croissantes en formation des bénéficiaires et de légaliser le centre en tant qu’institut de formation, un moyen d’assurer sa pérennité.
En savoir plus : www.facebook.com/LojaSocialMoz/

Projecto 9 : Fortalecimento dos Comités de Gestão para a boa governação dos recursos naturais no Monte Namuli

PNG

Associação : Lupa associação para o desenvolvimento comunitário
Lugar : Distrito de Gurué, província de Zambézia

Namúli, é nome de uma cadeia montanhosa na região Centro e Norte de Moçambique, situado na província da Zambézia no distrito de Gurué, na localidade de Mucunha que dista à 30 Km da sede do distrito com uma altitude de 2419 metros. Para além das tribos, nasce uma grande rede hidrográfica que abrange quase toda a província da Zambézia e Nampula com destaque aos rios Malema e Licungo. É uma região mítica e é considerada como o epicentro do princípio da vida humana, assim como espiritual.
Por outro lado, Namúli é um hospedeiro de ecossistemas proeminentes constituídos por uma alta diversidade de espécies florísticas e faunísticos, com destaque ao endemismo da avifauna. Entretanto, esta biodiversidade está ameaçada devido a expansão cíclica e viciosa da agricultura itinerante associada à queimadas descontroladas. O desenvolvimento de ecoturismo tem causado conflitos de interesses entre a comunidade e a Rainha, pois a comunidade clama pela falta de equidade na partilha dos benefícios, de inclusão e de transparência na gestão de receitas provenientes de turismo de montanha.
Foi neste âmbito que a LUPA se beneficiou de financiamento do Fundo de Projectos inovadores da sociedade civil e das coligações de actores (PISCCA) financiado pela Embaixada da França em Moçambique para a implementação de um projecto intitulado “Fortalecimento dos Comités de Gestão para a boa governação dos recursos naturais nos Montes Namúli, Gurué”. O projecto tem por objectivo : criar e fortalecer os Comités de gestão dos recursos nas seis comunidades adjacentes aos montes Namúli ; fortalecer as organizações da sociedade civil locais e agências do Estado em matérias de metodologias de intervenção de actividades de gestão de recursos naturais e liderança ; e melhorar a coordenação de actores e divulgação dos resultados da implementação da Lei de Áreas de conservação Comunitária para outras regiões.

Projecto 10 : Orçamento participativo : reforço da capacidade técnica e eficácia em Lobby e advocacia das organizações da sociedade civil

Associação : GADC Grupo de Ajuda para o Desenvolvimento Comunitário
JPEG

Lugar : Districto Municipal de KaMavota, Cidade de Maputo

O projecto tem como objectivo o fortalecimento das capacidades das organizações comunitárias de base do districto de KaMavota (Cidade de Maputo) com vista a realizar a monitoria dos programas municipais e uma participação efectiva ao processo do Orçamento Participativo. Prevê vários seminários envolvendo residentes de Kamavota, membros de associações locais e autoridades municipais para trocar experiências sobre orçamento participativo e sobre métodos e instrumentos da boa governação ; a criação do Fórum local de engajamento cívico e orçamento participativo ; debates radiofónicos sobre orçamento participativo e participação cidadã ; a recolha das reclamações e sugestões da comunidade ;

Projet 11 : Formation professionnelle et emploi pour les sourds

Association : ASUMO Association des sourds du Mozambique

Localisation : Ville de Maputo

Projecto 11 : Formação Profissional e Emprego Para Surdos
Associação : ASUMO Associação dos Surdos de Moçambique
Lugar : Cidade de Maputo

No d JPEG
ia 22 de Setembro de 2016, a Associação dos Surdos de Moçambique (ASUMO) e o Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional (INEFP) assinaram um memorando de entendimento que tem por objecto o estabelecimento de mecanismos de relacionamento que permitam a inclusão das pessoas Surdas nos Cursos de Formação Profissional oferecidos pelo INEFP, e promoção da formação de profissionais de língua de sinais para responder as necessidades de comunicação das pessoas Surdas em várias instituições públicas e privadas. O projecto PISCCA vai permitir formar formadores do INEFP em matéria de língua de sinais de Moçambique e sensibilizar pessoas surdas sobre existência de cursos de formação profissional assim como acompanhá-las na sua inserção no mercado de emprego. Espera-se formar 50 formadores do INEFP em matéria de língua de sinais ; sensibilizar 1000 pessoas Surdas possibilidades e facilidades oferecidas pelo INEFP ; formar profissionalmente 300 Surdos no Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional e nos Centros de Formação Profissionais ; e criar 10 mini empresas diversas para grupos de pessoas Surdas recém formadas.

12 : Desenvolvimento de competências profissionais e empoderamento das mulheres vulneráveis de Mafalala

JPEG

Associação : ACAM Associação Comunitária Ambiente da Mafalala
Lugar : Bairro de Mafalala, Cidade de Maputo

De acordo com o levantamento feito pela ACAM em todos os agrados familiares do bairro da Mafalala no âmbito de identificação das Crianças Órfãs e Vulneráveis (COV), foi possível constatar a existência de muitos adolescentes e jovens com baixa formação académica, vivendo em situação de vulnerabilidade e com progenitores ou cuidadores sem capacidade financeira para garantir uma formação de qualidade, para desenvolvimento de suas habilidades profissionais de modo a facilitar o seu enquadramento no mercado formal de trabalho. Muitas raparigas jovens no bairro da Mafalala são mães solteiras e vivem de pequenos negócios para garantir o sustento dos seus filhos. Por isso, a ACAM pretende desenvolver actividades que contribuam para desenvolver as competências profissionais dos adolescentes e jovens abrangidos pelo projecto, de melhorar a situação de empregabilidade, através de colocação destes em acções de formação profissionalizantes de curta duração em estabelecimentos de formação certificados e acreditados Pelo Instituto Nacional de Formação Profissional e Emprego (INEFP).
Também, através das acções do projecto, queremos contribuir para melhorar a situação económica das mulheres jovens chefes de famílias e idosas que tomam conta sozinhas das suas crianças ou netos, garantir o acesso a recursos financeiros para desenvolverem iniciativas de geração de rendimento, com para poderem aumentar a sua renda familiar e assim melhorar a sua condição social e económica.

Projecto 13 : Protecção Patrimonial e Desenvolvimento Local : valorização histórica, cultural e ambiental do bairro de Mafalala

Associação : Iverca
Lugar : Bairro de Mafalala, Cidade de Maputo

O objectivo do projecto é contribuir no fortalecimento das iniciativas da sociedade civil no bairro histórico-cultural de Mafalala em Maputo, para promover a participação popular na promoção e preservação do património histórico, cultural e ambiental e favorecer a empregabilidade de jovens e mulheres do bairro no âmbito da indústria criativa. Diferentes actividades serão realizadas : uma formação específica para 30 membros das OSC locais parceiras sobre gestão técnica, web marketing e administração ; uma formação Profissional e inserção laboral de 50 jovens e mulheres do bairro de Mafalala no âmbito da Indústria cultural e turística – artesãos, guias de turismo e serviços gastronómicos ; serviços de promoção, distribuição e comercialização de produtos culturais, em particular através da participação em feiras.
Mais informação : www.facebook.com/Iverca/

JPEG

AssProjecto 14 : Fortalecimento do movimento associativo da pessoa com deficiência Associação : RAVIM rede para assistência a vítimas de minas e pessoas com deficiência

Lugar : Quelimane, província da Zambézia
Este projecto é realizado por um consórcio entre a Rede para assistência às vítimas de minas (RAVIM), o Fórum de Associações dos Deficientes de Moçambique na Zambézia (FAMOD) e a Associação Miracles In Mozambique (MIM). O objectivo do projecto é contribuir para a inclusão política, social e económica das pessoas com deficiência através de participação activa na monitoria dos processos de governação e integração nos processos de desenvolvimento sócio profissional e económico da província da Zambézia. Especificamente, o projecto está composto de três áreas temáticas, cada uma sendo implementada por uma das organizações :
- MIM : Advocacia e monitoria da implementação do Plano Nacional de Acção para Área de Deficiência (PNAD II) ;
- FAMOD : Fortalecimento da capacidade institucional das associações de pessoas com deficiência e membros do FAMOD na Zambézia ;
- RAVIM : integração sócio económica de pessoas com deficiência.

JPEG

Dernière modification : 13/06/2019

Haut de page