O ensino do francês em Moçambique

A cooperação educativa e linguistica é uma das áreas de intervenção privilegiadas da cooperação francesa com Moçambique. Desde o início de 1990, a França apoiou de forma contínua a formação dos professores de francês e o melhoramento da qualidade do ensino.
A formação inicial de professores de francês é efectuada pelas duas universidades públicas do país, a Universidade Pedagógica e a Universidade Eduardo Mondlane, cuja maioria dos formadores efectuaram todos ou parte dos seus estudos superiores em França, no âmbito de bolsas de estudo do governo francês.
O ensino-aprendizagem da língua francesa não parou de se desenvolver. No início, o francês era leccionado nos níveis da 11ª e 12ª classes (que correspondem ao penúltimo e último ano do ensino secundário em França “première et terminale”) na Secção de letras e ciências sociais. Desde a reforma do ensino secundário, que entrou em vigor em 2009, o francês é ensinado como disciplina opcional a partir da 9ª classe(equivalente à “troisième” em França).
A introdução da disciplina de Francês no primeiro ciclo do ensino secundário levou a um aumento acentuado do número de estudantes, que passou de 60.000 em 2009 para mais de 250.000 hoje. As necessidades em termos de professores evoluíram em paralelo. Conta-se hoje com cerca de 500 professores de Francês no ensino secundário, o que representa o dobro relativamente a 2008.
No ensino superior, a Universidade Eduardo Mondlane (UEM) e a Universidade Pedagógica (UP) prosseguem com a formação inicial de professores de francês, e existe igualmente um curso de tradução na UEM. A UP, que desenvolve actualmente Mestrados em diversas áreas, criou um Mestrado em LEA, um Mestrado de Interpretação de conferências em 2010 e um Mestrado de Tradução em 2011. Estão a surgir centros de pesquisa e escolas de pós-graduação, em ligação com universidades francófonas, nomeadamente através da Agência Universitária da Francofonia. Em Março de 2011 foi inaugurado o Campus Digital Francofonia Parceria, fruto da parceria entre a UP e a AUF e que beneficia de um forte apoio da Embaixada da França.

Dernière modification : 28/08/2013

Haut de page