A França aposta na pesquisa moçambicana com o financiamento de um projecto de 200 000 euros [fr]

A França aposta na pesquisa moçambicana com o financiamento dum projecto de 200 000 euros.
JPEG
O Centro Cultural Franco-Moçambicano acolheu o lançamento do projecto de apoio a pesquisa FNI-FSPI co-organizado entre a Embaixada de França e o Fundo Nacional de Investigação do Ministério de Ciências, Tecnologia, Ensino Superior e Técnico-Profissional (MCTESTP). O encarregado de Negócios da Embaixada de França, Senhor Gilles Roulland, o Secretário Permanente do MCTESTP, Senhor Celso Laice e a Senhora Directora Executiva do FNI, Vitória Langa de Jesus, procederam à abertura deste seminário.
O principal objectivo era dar a conhecer os projectos colectivos de pesquisa das equipas seleccionadas e os trabalhos de investigação que beneficiam do financiamento deste fundo.
O FNI tinha lançado em Abril de 2019 um convite para a apresentação de projectos a serem financiados nas áreas de Ciências Sociais e Humanas assim como do Meio ambiente e ciências marinhas. O FNI recebeu 84 projectos de pesquisa dos quais 52 eram elegíveis, sendo 35 da autoria de estudantes. Foram seleccionados 6 projectos. Sinal de grande interesse pela área da pesquisa, foi igualmente sublinhado o interesse no envolvimento das mulheres nesta área que continua a ser um desafio.
Para além da apresentação dos projectos, este seminário foi uma ocasião para dar a conhecer às equipas todas as normas e regras do FNI de maneira a implementar-se os projectos da melhor forma possível.

Dernière modification : 29/08/2019

Haut de page